Incluir atividade física na sua rotina é uma forma de cuidar bem da sua saúde no presente e de prevenir uma série de doenças no futuro. Porém, muitas vezes, o nosso dia a dia é bastante corrido, com muitas responsabilidades e compromissos para dar conta.

Mas, com um pouco de esforço e disciplina é possível realizar exercícios e manter-se neles. O essencial é encontrar algo que, além de dar prazer, seja viável em diversos aspectos, como o financeiro, acesso ao local, possibilidade de permanência a longo prazo, entre outros.

Vamos agora dar algumas dicas de como ponderar esses aspectos e analisar qual é o melhor tipo de exercícios para você. Confira!

Atividade física: como escolher a ideal

1. Tenha afinidade

Fazer algo que não oferece prazer e satisfação não é nem um pouco estimulante. Escolher uma modalidade de exercícios físicos só porque, por exemplo, os seus amigos estão fazendo, é um grande erro se você não tem nenhuma afinidade com ela.

Algumas pessoas possuem total aversão aos movimentos repetitivos encontrados na musculação, por exemplo. Nesses casos, o mais indicado é optar pelo treinamento funcional, corrida, dança — algo que tenha mais variações e você não ache monótono.

2. Avalie o custo

Esse é um dos fatores mais importantes porque, se você não tem como pagar, não tem como continuar. Ainda que tenha o dinheiro para pagar os próximos 3 meses, o que fará depois que esse período acabar? Encontre algo que caiba no seu bolso.

Mas, na hora de escolher, não olhe só o valor financeiro, pense no custo-benefício. O que aquele local pode oferecer a você? Existem estabelecimentos que possuem clubes de vantagens, por exemplo, — às vezes, só a matrícula já garante descontos em diversas lojas de produtos ou serviços.

3. Identifique o seu objetivo

Também é necessário pensar no seu objetivo. Por exemplo, se é hipertrofia, o mais indicado é praticar musculação. Porém, se o mais urgente é a perda de peso, atividades aeróbicas como natação, corrida, treinamento funcional ou CrossFit são ideais. Enfim, há uma série de possibilidades.

Outro ponto importante é ter acompanhamento profissional. Fazer tudo por conta própria, além de arriscado, não oferece os resultados desejados ou eles demoram muito para aparecer. Encontre um estabelecimento que possa oferecer isso.

4. Certifique-se de que vai poder continuar

As crianças estão no colégio e você pode finalmente ter mais tempo para você e cuidar da sua saúde praticando exercícios. Mas, e quando as férias escolares chegarem? O que você fará?

Existem muitos centros de atividade física que oferecem exercícios para crianças ou espaços com cuidadores para os pequenos. Você terá a liberdade de cuidar da sua saúde enquanto os seus filhos se divertem. Dessa forma, será possível conciliar a sua vida pessoal com a maternidade sem se preocupar com as crianças.

5. Teste as modalidades

Talvez você ainda não tenha a menor ideia do que deseja quanto à atividade física. São tantas opções que, às vezes, podem confundir. A solução para isso? Faça testes!

A única forma de descobrir com qual exercício você tem maior afinidade é testando. Para facilitar a sua vida, opte por um centro físico que tenha uma boa variedade de atividades. Em um único lugar você pode alternar entre natação, hidroginástica, musculação, atividades ao ar livre, entre outras opções.

6. Faça algo de acordo com o seu relógio biológico

Já ouviu falar que algumas pessoas são noturnas e outras são diurnas? Isso quer dizer que algumas pessoas conseguem fazer melhor as suas tarefas no turno da noite, enquanto outras preferem realizá-las durante o dia. Por exemplo, para alguém que é noturno, fica bem complicado se exercitar de manhã cedo.

Portanto, identifique qual é o seu perfil e como o seu relógio biológico funciona. Assim, se você é daqueles que nunca conseguiu acordar cedo e sente muita dificuldade nisso, provavelmente faz o tipo noturno. Tente encaixar um tipo de atividade física que seja compatível com o seu horário de maior rendimento.

7. Aceite os seus limites

Se você apresenta alguma patologia, como dor de coluna crônica ou outros problemas como ciatalgia, escoliose e outros, é necessário escolher algo que seja compatível com a sua limitação.

É claro que é possível adaptar o treino na maioria dos casos, mas em outros não. Por exemplo, quem tem fibromialgia sofre com dores nos músculos constantemente e, provavelmente, a musculação não seja o tipo de modalidade física mais indicada. Talvez a hidroginástica, em uma piscina aquecida (o calor relaxa a musculatura) seja uma opção melhor.

Outro limite que deve ser avaliado é a idade. Tanto para os muito jovens quanto para aqueles que já estão em uma idade mais avançada, é necessário avaliar qual o tipo de exercício compatível.

É claro que idosos, dependendo da saúde, podem praticar, por exemplo, musculação, mas é necessário ter acompanhamento profissional e iniciar com um exercício leve, aumentando o nível de dificuldade, a intensidade e a carga de forma gradual.

8. Atente para a quantidade de pessoas

Você prefere praticar exercícios de forma isolada ou em grupo? Dependendo de qual for a sua resposta para essa pergunta, haverá o direcionamento para tipos de atividades diferentes. Por exemplo, a hidroginástica e dança são feitas em grupo. Já a musculação, costuma ser realizada de forma individual.

Escolha qual é a melhor opção para você no momento e não pense muito no depois. Pode ser que uma atividade em grupo seja mais estimulante para quem deseja começar a praticar algum tipo de exercício, mas é necessário avaliar a sua personalidade. E depois que você começar, você tem total liberdade para mudar as atividades de acordo com a sua vontade.

Decidiu? Comece devagar

Depois de avaliar todas essas questões para fazer a sua escolha, provavelmente ela foi certeira e você se sentirá satisfeito. Mas lembre-se: faça uma avaliação médica e também com o profissional do estabelecimento antes de começar.

Não adianta ir com muita sede ao pote. O seu corpo está começando a se movimentar  e se adaptará gradativamente aos exercícios. Comece aos poucos e acelere gradualmente. Isso evita uma série de lesões e é a melhor forma de alcançar os seus objetivos.

É possível sim fazer atividade física ainda que o seu dia seja bastante corrido. Quer mais orientação sobre o assunto? Entre em contato conosco!

 

A RUNWAY indica…