A dor nas costas é uma das mais comuns entre os brasileiros. De acordo com estatísticas da Organização Mundial da Saúde (OMS), 80% da população sofre com dores nessa região ou, pelo menos, vai enfrentá-las em algum momento da vida.

A hérnia de disco é uma lesão que afeta a região lombar, provocando dores nas costas, sensibilidade nos pés, pernas e coxas, prejudicando a qualidade de vida e a disposição de qualquer pessoa.

Essa condição afeta, principalmente, pessoas que passam muito tempo na mesma posição ou com a postura inadequada. Os pilotos de moto que conduzem o veículo por muitas horas estão entre os mais afetados.

Mas, afinal, será que quem tem hérnia de disco pode pilotar moto? Descubra aqui!

Entenda a relação da hérnia de disco com a pilotagem de motocicletas

A rotina de quem pilota moto por longos períodos precisa de cuidados específicos. Afinal, dirigir por ruas esburacadas e irregulares faz com que o corpo sofra fortes impactos, causando danos à coluna.

Por esse motivo, é comum que os pilotos de moto apresentem diversos problemas de coluna, como bico de papagaio e hérnia de disco. Além dessas condições, sentir desconfortos musculares e cãibras é algo recorrente no dia a dia desses profissionais.

É importante frisar que a hérnia de disco é desencadeada por inúmeros motivos, que vão desde o sedentarismo até fatores psicológicos.

No entanto, os mais comuns estão ligados à postura de quem trabalha muitas horas dirigindo e que está exposto a vibrações no corpo.

Portanto, quem pilota moto e tem hérnia de disco precisa tomar algumas precauções para não agravar a condição. Quem não sofre com problemas de coluna e pilota moto precisa se prevenir.

Conheça os hábitos que os pilotos de motos precisam adotar

Quem tem a oportunidade de pilotar moto constantemente, sabe do prazer que é pegar uma estrada. Além de belas paisagens, a sensação de liberdade é imensa.

Para que essas viagens sejam sempre seguras e confortáveis, é preciso tomar algumas medidas.

Quando falamos sobre hérnia de disco e pilotos de moto, destacamos três fatores: o tipo de motocicleta que é pilotada, a postura do condutor durante a viagem e alguns acessórios para dirigir.

Todos eles podem desencadear a famosa dor nas costas e no restante do corpo após algumas horas pilotando.

Para melhorar a qualidade dos movimentos e garantir maior flexibilidade, reunimos algumas dicas que evitam os problemas na coluna.

Mantenha a boa postura

O primeiro passo para garantir que as dores nas costas fiquem longe é com a boa postura.

É certo que alguns modelos de motos exigem posicionamentos diferentes, independentemente disso, manter a postura adequada é sempre possível.

Primeiramente, note a curvatura das costas, ou seja, a coluna deve estar ereta e a cabeça erguida. Os ombros precisam estar relaxados, facilitando os movimentos que são feitos no guidão.

Preste atenção ao abdômen, que precisa estar levemente contraído. Sempre que passar por buracos ou desníveis, contraia-o, evitando lesões no corpo.

Os joelhos e as pernas devem estar firmes, alinhando-os à direção do tanque. Assim, é possível equilibrar o peso durante as curvas sinuosas.

Descanse periodicamente

Para evitar o desgaste em viagens longas é crucial realizar paradas de 10 a 15 minutos a cada uma hora ou 150 quilômetros pilotando.

Aproveite essas paradas para verificar o combustível da moto e outras questões mecânicas. Além disso, o momento é essencial para você se hidratar e se alongar, além de, claro, descansar e relaxar o corpo.

Ao retornar à moto, lembre-se de aquecer o corpo com alguns exercícios funcionais.

Faça alongamentos antes e depois de pilotar

Para amenizar as dores causadas pela hérnia de disco é preciso fazer alongamentos antes, durante e depois de pilotar.

Nesse caso, o primeiro passo é preparar o corpo para o esforço que ele está prestes a fazer. Durante a viagem, as paradas, como citamos, são excelentes para prevenir que o corpo fique dolorido depois de subir na moto novamente.

No final do trajeto é preciso fazer mais uma sessão. Todos esses movimentos evitam dores musculares no dia seguinte, além de serem saudáveis para o corpo e para a mente.

Descanse da forma correta

Depois de um dia longo pilotando, nada melhor do que deitar para descansar o corpo. Nesse momento, é preciso ter atenção às condições do colchão e do travesseiro.

De nada adianta cuidar da coluna durante a viagem e se esquecer dela ao dormir.

Por isso, o colchão deve ser firme e confortável. Já o travesseiro não pode ser muito macio ou muito fino, o ideal é que ele seja da altura entre a cabeça e o ombro.

Para descansar as costas, deite-se da forma correta, tudo isso evita e alivia as dores na região lombar.

Use um protetor de coluna

Quem pilota moto há muito tempo tende a adquirir alguns vícios de postura, o que acaba prejudicando a saúde e até mesmo a segurança durante a viagem. Para ajudar na boa postura, o protetor de coluna pode ser interessante.

Além de proteger de quedas, ele ajuda a manter as costas sempre eretas, diminuindo as chances de dores e lesões.

Além disso, o item deixa as costas mais firmes, corrigindo a postura ao mesmo tempo em que o condutor pilota.

Ajuste a posição dos componentes da moto

Os comandos e componentes da moto devem ser ajustados de acordo com as necessidades do piloto. Assim, as pernas e mãos ficam na posição correta, permitindo perfeito controle e melhores condições de ergonomia.

Se você não se sente seguro para fazer essas regulagens, leve sua moto até um mecânico de confiança. Com a sua ajuda, ele deixará a moto na posição ideal para o seu biotipo.

Com essas medidas os pilotos que têm hérnia de disco vão poder aproveitar cada minuto da viagem com mais segurança e conforto.

Mas lembre-se de visitar o médico regularmente para que ele possa acompanhar o seu caso. A hérnia de disco é uma condição séria e precisa ser tratada.

Você gostou do post? Então aproveite a visita em nosso blog e entenda a importância e os melhores alongamentos para motociclistas. Boa leitura!