O processo para atingir um corpo que satisfaça nossa vontade e que nos traga a sensação de bem-estar e de felicidade com nós mesmos depende de inúmeros fatores. Atividade física, boa alimentação e descanso são fundamentais e caminham de mãos dadas.

Quando o assunto são os melhores exercícios para esculpir nosso corpo, os agachamentos se destacam e garantem grandes resultados. Sendo assim, é comum vermos vídeos e mais vídeos de pessoas agachando nas redes sociais e falando sobre os inúmeros benefícios que conseguiram.

O agachamento é o exercício ideal para quem deseja ter glúteos e pernas torneadas. Para ajudar você a conhecer tudo sobre esse exercício e as suas melhores variações, preparamos esse artigo. Confira:

Quais músculos o agachamento trabalha?

O agachamento é considerado um exercício composto. Isso significa que ele utiliza mais de um grupo muscular para ser realizado. Os principais músculos recrutados são os da região da coxa e o glúteo. Em menor escala são usados os músculos que compõem a panturrilha e o abdômen.

A coxa possui o seguinte grupo muscular:

  • quadríceps (parte anterior da coxa);

  • isquiotibiais (parte posterior da coxa);

  • adutor (músculo da região interna da coxa).

De acordo com o tipo de agachamento que você fará, alguns músculos serão mais usados do que outros. Desse modo, o agachamento frontal terá um foco mais forte em músculos diferentes do que o agachamento sumô, por exemplo.

Quem vai definir qual o melhor exercício para o seu caso é o seu educador físico, com base no seu histórico de atividades, plano de treinos e qual parte do corpo deseja obter melhores resultados.

Como fazer o agachamento corretamente?

O agachamento é um exercício que propicia inúmeros benefícios para o corpo. Aumento da massa magra, definição muscular e melhora da autoestima são alguns exemplos.

Porém, é necessário que seja feito da maneira correta para evitarmos lesões e dores que podem fazer você acabar desistindo antes de atingir os objetivos.

O movimento de agachar deve ser feito com joelhos e pés em posições paralelas e coluna ereta. A descida deve ser feita enquanto você conseguir manter a postura alinhada, sem mover os pés, os joelhos ou encurvar a coluna.

Algumas pessoas conseguirão uma amplitude maior do que outras. Se não conseguir agachar muito no início, não se preocupe, com o tempo e a prática você vai evoluir. É importante que o bumbum seja empurrado para trás, como se estivesse sentando em uma cadeira imaginária.

A volta deve ser feita esticando as pernas até a posição inicial. É importante lembrar que em exercícios como os agachamentos não se deve fazer movimentos muito bruscos, para não sobrecarregar tendões e articulações.

Quais são os 5 melhores agachamentos para conseguir o corpo ideal?

1. Agachamento com barra fixa

O agachamento com barra fixa é uma das variações mais comuns nas academias e na rotina de quem pratica atividades físicas. Sua grande qualidade está no fato de ser realizado de forma “livre”, apenas com a barra nas costas. Dessa forma, esse agachamento não “trava” o movimento natural do corpo, o que poderia prejudicar suas articulações.

Como fazer

Tire a barra do apoio e a coloque nas costas, mais precisamente sobre o seu trapézio. Para garantir a segurança do movimento, dê dois passos a frente do apoio. Faça a descida mantendo pés e joelhos estabilizados, flexionando até 90 graus com o chão. Suba novamente e você terá realizado uma repetição.

2. Agachamento frontal

O Agachamento frontal é uma variação do agachamento que traz como benefício a posição da coluna em uma angulação mais ereta, o que não gera tensão na região das costas. Como sua dificuldade de execução é maior, é comum que ele seja feito com pesos menores.

Como fazer

Tire a barra do apoio e a posicione sobre os seus ombros, segurando com as mãos onde os braços fiquem perpendiculares ao tronco. O movimento de descida pode ter uma dificuldade maior, mas com o aumento gradual da flexibilidade dos músculos, em pouco tempo pode ser realizado da melhor maneira, aproveitando todos os seus benefícios.

3. Agachamento com halteres

O agachamento com halteres é uma variação que trabalha o peso dos halteres tensionando os braços e não o trapézio.

Como fazer

A descida deve ser feita com os halteres sendo segurados na lateral do tronco, descendo de forma reta, sem fazer o balanço com o braço. Como não há a barra sobre as costas para empurrar para cima, você pode sentir uma diferença na subida do movimento. O ideal é conseguir voltar a posição inicial sem curvar a coluna.

4. Agachamento Afundo

O afundo é uma variação de agachamento que pode ser executado tanto com uma barra quanto com halteres. Também pode ser feito no smith, para quem não possui total confiança em carregar uma barra com peso nas costas.

Como fazer

A execução é feita como se você estivesse dando um passo a frente, com a diferença que a perna que faz o movimento deve agachar, fazendo o ângulo de 90 graus e voltando a posição inicial. No afundo se faz com uma perna de cada vez. A dica aqui é começar pela perna mais fraca. Assim, você garante que as duas recebam o mesmo estímulo

5. Agachamento Sumô com Halter

Esse agachamento leva o nome por conta da posição final do exercício. A posição lembra bastante a dos lutadores de sumô, que ficam com as pernas mais afastadas e pés apontados para fora.

Como fazer

Segurando um halter na frente do corpo, mantenha as pernas afastadas e os pés ligeiramente abertos. A descida deve ser feita com a coluna aberta e o peso deve descer em direção ao chão, entre as pernas. No agachamento sumô, diferentemente de outros exercícios, você irá trabalhar mais a região interna da coxa, fruto da angulação das pernas durante o movimento.

Quer receber mais dicas sobre os melhores exercícios para entrar em forma, garantir a qualidade de vida e ter saúde? Assine a nossa newsletter e fique por dentro de novidades que vão te ajudar a encaixar a atividade física na sua rotina!