Levando-se em conta que a água representa 60% do peso corporal e participa de diversas funções do organismo, é essencial manter a hidratação para viver com saúde. Esse cuidado se torna ainda mais importante nos dias mais quentes, quando eliminamos mais líquido.

Como o corpo é incapaz de armazenar água e a eliminação se dá por meio da urina, das fezes e do suor, é necessário encontrar meios de ingerir quantidade suficiente para que o organismo funcione adequadamente. 

Neste post, você vai conhecer os riscos da desidratação e as dicas de como se hidratar bem durante o verão. Confira!

O que é desidratação?

A desidratação ocorre quando o organismo passa por uma perda excessiva de fluidos corporais e sais minerais. Em outras palavras, é quando a perda de água é maior que a ingestão. Isso compromete a saúde e, em casos mais graves, leva à morte. 

Bastante comum em crianças e idosos, a desidratação pode ser classificada em isotônica, hipotônica e hipertônica. 

Desidratação isotônica

Nesse caso, ocorre uma perda proporcional de água e sódio no organismo. É considerado o tipo mais comum e, geralmente, é proveniente de quadros de vômito e diarreia. 

Desidratação hipotônica

Quando a pessoa sofre de desidratação hipotônica, a perda de sódio é maior do que a de água. Má nutrição, perdas renais e gastrointestinais podem levar a essa situação. O uso de diuréticos sem a correta reposição de sais e de líquidos com soluções hipotônicas também está associado a esse tipo de caso.

Desidratação hipertônica

Por fim, a desidratação hipertônica ocorre quando o corpo perde mais água do que sódio. Ela é comum nos casos de hiperglicemia, febres prolongadas, diarreia excessiva, sudorese etc..

Quais são suas causas?

Acompanhe, a seguir, os principais fatores que provocam a desidratação.

Vômitos e diarreia

Quando uma pessoa está com diarreia, a perda de líquido é significativa. O mesmo acontece com o vômito. Se não houver a devida reposição de água e dos sais minerais perdidos, ocorrerá a desidratação. 

Um dos motivos é que, além da perda de água, o indivíduo tem dificuldade de fazer a reposição, pois o mal-estar e as náuseas levam à falta de apetite e à recusa em ingerir líquidos como de costume.

Suor em excesso

Uma das formas que o organismo encontra de eliminar líquidos é por meio do suor. Não há nada de anormal nisso. No entanto, se a reposição dessa água não for feita rapidamente, o corpo pode apresentar um quadro de desidratação.

Situações como a exposição ao calor excessivo e a prática de exercícios físicos merecem maior atenção, pois ocorre um aumento da temperatura corporal, o que acelera a perda de líquidos. 

Vale destacar que a pessoa deve fazer a reposição o quanto antes, e não apenas quando surgirem os sintomas da desidratação.

Sintomas de diabetes

Um sinal bastante comum do diabetes é o excesso de idas ao banheiro. Isso acontece porque os altos níveis de açúcar no sangue levam a uma maior produção de urina.

Trata-se de uma tentativa do organismo de equilibrar os níveis de açúcar por meio da eliminação do seu excesso. Inclusive, muitas pessoas não sabem que têm diabetes e acabam descobrindo porque a desidratação é um dos sintomas.

Queimaduras

Lesões como infecções na pele e queimaduras exigem que o organismo produza fluido em excesso para atuar na cicatrização. É que o local precisa ficar bem hidratado para estabilizar a temperatura de onde ocorreu a lesão.

Nesses casos, se o indivíduo não se hidratar de forma correta e rápida, ele corre o risco de sofrer as consequências, que vão desde a não cicatrização da lesão até a morte.

Quais os principais riscos da falta de hidratação?

Agora que você já sabe o que é desidratação e quais são suas principais causas, veja os riscos e complicações mais comuns que esse quadro pode apresentar:

  • pressão baixa, devido à diminuição do volume de sangue na corrente sanguínea;
  • pele e mucosas secas, já que elas necessitam de água para manter a elasticidade e a viscosidade adequadas;
  • sono e cansaço em excesso — o organismo trabalha mais devagar com pouca água, e isso gera fadiga e preguiça;
  • infecção urinária — os rins ficam sobrecarregados por precisarem reter mais líquidos para manter as funções do corpo.

O que consumir para manter a hidratação durante o verão?

Em dias com temperaturas amenas é comum que o corpo perca, em média, dois litros de líquidos por dia. O recomendado é repor exatamente a mesma quantidade para que o organismo não sofra.

No verão, a preocupação com hidratação é maior devido às altas temperaturas. O calor excessivo acelera a perda de água no organismo e exige maior atenção quanto à ingestão de líquidos, que deve ser aumentada nessa época.

Saiba agora o que consumir para o organismo se manter hidratado e saudável no calor. 

Água

A água é a principal fonte de hidratação do organismo. Ela oferece uma série de benefícios:

  • ajuda no equilíbrio fisiológico;
  • diminui a densidade do sangue;
  • ajuda a digerir e absorver os alimentos;
  • regula a temperatura;
  • auxilia na eliminação de toxinas. 

Bebidas isotônicas

As bebidas isotônicas podem ser muito úteis, já que elas foram desenvolvidas exatamente para atuar na reposição de líquidos e sais minerais eliminados durante a transpiração em excesso.

Chá gelado

Quem aprecia um bom chá gelado pode optar por eles para hidratar o organismo. São bebidas saudáveis que ajudam a refrescar e podem ser muito saborosas. Um bom exemplo é o chá verde que, além de ser um ótimo antioxidante, auxilia na queima de gordura e aumenta a energia. 

Frutas ricas em água

Abacaxi, melão, melancia, laranja, morango, uva e pera são ótimas aliadas quando o assunto é hidratação. Sem contar que elas contribuem para uma alimentação rica em nutrientes.

Água de coco

A água de coco é saborosa, refrescante e cheia de nutrientes e sais minerais. É uma ótima alternativa nos dias mais quentes e durante a prática de atividades físicas, pois é considerada um isotônico natural.

Como você pôde notar, hidratação é coisa séria. No verão ou em outras estações, trate de consumir bastante água, combinado? Ela é fundamental para o organismo desempenhar suas funções de forma adequada.

Achou as informações úteis? Então, compartilhe este post nas suas redes sociais e mostre aos seus amigos como a hidratação é importante!